Campos de golfe e similares

Campo de mini-golfe

User Rating: 5 / 5

Star ActiveStar ActiveStar ActiveStar ActiveStar Active
 

Notas sobre a execução de um campo de minigolfe

Introdução

O minigolfe está regulamentado pela Federação Portuguesa de Minigolfe e internacionalmente pela World Minigolf Sport Federation (WMF) e a nível europeu pela European Minigolfsport Federation (EMF).

Tecnicamente o minigolfe é regulamentado pelo “WMF Rulebook” da WMF.

O minigolfe é jogado com uma bola e um taco num campo de minigolfe. O objetivo é fazer chegar a bola da marca de saída ao alvo definido no menor número de tacadas possível.

Estas regras são obrigatórias para todos os torneios (internacionais e nacionais) organizados mundialmente.

não esquecer

A execução de um projeto para mini-golfe revela-se complexa na medida em que importa adaptar as regulamentações desta modalidade ao contexto no que respeita em termos de arquitetura paisagística, podendo eventualmente considerar-se um campo temático.

O campo de minigolfe

 (itens referentes ao campo e suas marcações de acordo com o “WMF Rulebook” da WMF)

1.       O Campo

O campo de minigolfe tem 18 pistas claramente marcadas, que são numeradas e devem estar de acordo com as regras standard de cada sistema.

Uma pista aprovada para torneios contém:

·    A área de jogo

·    Os limites (normalmente as tabelas)

·    A marca de saída

·    Um ou mais obstáculos (opcional)

·    A linha limite (opcional) em tinta vermelha

·    As linhas auxiliares (opcional) tracejadas a tinta preta

·    As linhas de reposição (opcional no MOS) em tinta preta

·    O alvo (buraco ou outro alvo especifico definido para uma pista)

·    Outras marcas ou componentes específicos de cada sistema.

  1.  As medidas da zona de jogo são definidas nas regras específicas de cada sistema.
  2. Se o limite não está definido por uma tabela, deverá ser feita a marcação doutro modo. Os limites devem estar claramente visíveis para que se possa jogar.
  3. Todas as pistas devem ter uma marca de saída. Estas marcas devem ser padronizadas num campo ou sistema. 
  4. Os obstáculos devem ser funcionais na sua construção ou desenho. Devem ser fixos para que se possa jogar. Partes móveis, sobre ou através das quais seja suposto a bola passar, não são permitidas. Obstáculos não fixos devem ser marcados como tal. As decorações não devem prejudicar a funcionalidade. Todo o obstáculo deve ser diferente dos outros do mesmo campo, não só exteriormente, mas também do ponto de vista da jogada. Ao mesmo tempo os seus efeitos têm que ser calculáveis.
  5. A linha limite marca o local a alcançar pela bola, desde a marca de saída para permanecer em jogo. Se o primeiro obstáculo ocupa toda a largura da zona de jogo, a linha limite identifica-se com o fim do obstáculo. As pistas que são jogadas somente da marca de saída não tem linha limite. O limite da linha limite deve ser visível da marca de saída e identificar-se com o fim do obstáculo.
  6. As linhas auxiliares marcam o fim de qualquer obstáculo depois da linha limite. Estas definem a direção em que a bola deve ser reposicionada.
  7. As medidas das marcações incluem a própria marcação.
  8. Onde o reposicionamento da bola em jogo for permitido (opcional no MOS), devem existir marcações. As marcações indicam onde a bola é reposicionada de acordo com as regras gerais de reposicionamento.
  9. O diâmetro do alvo (se for um buraco) não deve exceder os 120 mm. Os tamanhos de outros alvos que não buracos são definidos nas regras específicas de cada sistema.
  10. As marcações devem ser feitas de acordo com as regras standard (ver planos).
  11. Nos sistemas standards de petergolf, miniaturgolf e feltgolf deve existir um desenho exato de cada pista com a descrição apropriada. As regras standard devem ser claramente interpretáveis pelos desenhos. Para cada parte da pista, devem existir regras standard e quando necessário regulamentação quanto à construção. As regras standard, incluindo desenhos dos diferentes sistemas aprovados pela WMF, estão sumarizados nos capítulos adicionais, que fazem parte destas regras.
  12. Um campo é elegível para torneios nacionais ou internacionais se for aprovado pela WMF. As regras de aprovação para torneios em campos de minigolfe, estão listadas num capítulo adicional, que faz parte destas regras.
  13. Não é permitido fazer alterações nas pistas (ex.: furar os buracos). Nem é permitido aos jogadores e treinadores fazerem marcas nas, ou próximo, das pistas com objetos de escrita, tacos ou outros objetos antes ou durante um torneio. No entanto podem ser usados as argolas de reforço ou pequenos papéis (para evitar que a bola role antes duma tacada) na marca de saída e nas áreas de reposição.

                      Ver artigo completo no anexo (para utilizadores registados)

Equipamentos e percursos para minigolfe em Portugal: ver aqui (Lusogolfe)
 

Notas sobre a construção de um campo de mini-golfe by Fernando Tavares is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Partilha nos termos da mesma licença 3.0 Unported License.

Visits from...

Direitos de autor

 

Licença Creative Commons

Os textos e artigos de opinião existentes neste site da autoria de Fernando Tavares foram licenciados com uma Licença Creative Commons - Atribuição - NãoComercial - CompartilhaIgual 3.0 Não Adaptada.

Articles Related Items

Courts imgs

Fotolia_32158401_XS.jpg